Covid

Prado: Grávida de 12 anos de idade perde filho de 6 meses; companheiro de 46 anos é acusado de estupro

Por Antonio Carlos em 08/02/2021 às 11:59:37

Na manhã deste domingo, 07 de fevereiro, por volta das 08h00, policiais militares da Companhia Independente de Polícia da 88ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) foram solicitados para atender a uma ocorrência de um suposto estrupo de vulnerável, na cidade de Prado.

Ao chegarem no local, no Hospital Municipal de Prado, os militares encontraram uma adolescente de 12 anos, grávida de 06 (seis) meses, e que teria dado entrada na Unidade Hospitalar, sendo submetida a um parto natural prematuro. A mãe adolescente estava acompanhado de seu companheiro, identificado como Márcio Roberto Gomes Assis, de 46 anos.

Após o parto prematuro, a criança não sobreviveu. A mãe, adolescente de 12 anos, permanece internada na unidade de saúde, e seu estado de saúde é estável. Diante da situação e denúncia do Conselho Tutelar, os policiais militares conduziram e apresentaram o acusado na Delegacia Territorial da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, sob a acusação de estupro de vulnerável, pois a menor tem apenas 12 anos de idade.


Muito triste e emocionada, a avó da menor disse que sua neta era assediada constantemente com presentes pelo suspeito. Já o Márcio Roberto, disse em depoimento que estava vivendo maritalmente com a adolescente há cerca de 06 meses e que o relacionamento teria sido consentido pelo sogro. Mas, há relatos que a relação deles já tem mais de um ano, ou seja, começou quando a menor tinha 11 anos.

Após oitiva, a delegada plantonista, Rina Andrade, liberou o Márcio Roberto de volta para sua cidade por ele não estar em estado de flagrante. A delegada instaurou inquérito regular e as investigações e conclusão do inquérito ficarão a cargo do delegado titular de Prado, Kleber Gonçalves.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o Márcio disse que só vai falar em juízo.

Fonte: Liberdade News

Comunicar erro
gostou anuncie aqui