Prefeita Mayra participa da inauguração da policlínica regional ao lado do governador Rui Costa

A prefeita de Prado, Mayra Brito (PP) participou nesta sexta-feira (17) em Teixeira de Freitas ao lado do governador da Bahia, Rui Costa   e demais autoridades do Estado e região da inauguração da policlínica regional.

Mayra  destacou a importância  da policlínica para a melhoria da saúde pública na região e especialmente para o município de Prado.

 O governador Rui Costa disse que a  inauguração desta primeira  policlínica significa que o processo de regionalização da saúde está sendo efetivado. Salientando que a saúde está chegando mais perto dos baianos do extremo sul e isso vai chegar a todas as regiões do estado, garantindo melhor assistência a quem mora no interior.

A policlínica está localizada na Avenida Getúlio Vargas, no bairro Bela Vista, onde atenderá moradores dos municípios de  Itanhém, Medeiros Neto, Vereda, Lajedão, Ibirapuã, Caravelas, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Alcobaça, Itamaraju e Jucuruçu. O atendimento, que terá início na próxima segunda-feira (20), será feito por meio de um agendamento prévio, realizado pelas secretarias municipais de saúde. O equipamento recebeu R$ 23 milhões em investimentos, entre construção, equipamentos e mobiliário. 

Sete micro-ônibus farão a rota entre os municípios participantes do Consórcio Público de Saúde, que administra a unidade. Os veículos são equipados com ar-condicionado, televisão, poltronas reclináveis e acessibilidade para deficientes, a fim de conduzir pacientes agendados à policlínica da região.

Como funciona a Policlínica Regional

As policlínicas são resultado de uma parceria entre o Governo do Estado e os municípios formados pelos Consórcios Públicos de Saúde. Nelas não serão atendidas urgências e emergências e nem qualquer tipo de demanda espontânea. O atendimento será feito por meio de um agendamento prévio, realizado pelas secretarias da Saúde dos municípios que fazem parte do Consórcio que administra a unidade.

O secretário estadual da Saúde, Fábio Villas-Boas, ressalta que o paciente encaminhado para a policlínica localizada em sua região deverá permanecer em acompanhamento com a equipe de Atenção Básica do município onde mora. O objetivo é levar atendimento especializado e exames de alta complexidade ao interior, evitando, com isso, que os pacientes se desloquem para os grandes centros urbanos em busca desses serviços.