Pastor é acusado de abusar sexualmente de mulheres na Califórnia

Um pastor do sul da Califórnia, que alegou ter “mãos curadoras”, foi acusado de ter abusado sexualmente de várias paroquianas, informaram autoridades. Jorge Juan Castro, de 54 anos, foi preso na semana passada e acusado de estupro, sexo oral e penetração com um objeto estranho, de acordo com um comunicado da polícia do condado de Los Angeles. Castro era pastor adjunto da Igreja da Boa Nova, no subúrbio de Norwalk, mas foi removido quando funcionários da igreja souberam da investigação. Segundo O Globo, mais de 20 mulheres, entre 19 e 39 anos, se queixaram aos funcionários da igreja de abuso sexual, o que levou a investigação, e é possível que mais encargos sejam adicionados ao caso. Castro está detido e o valor da fiança foi fixado em 2 milhões de dólares. A promotoria diz que Castro começou a atacar as mulheres na igreja e em suas casas, em 2004, no mesmo ano em que chegou de uma região da Argentina. O pastor planejou encontros com mulheres sob o pretexto de cura espiritual e para oferecer conselhos.

Bahia Notícias